BloodRayne Betrayal – Fresh Bites é anunciado para todas as consolas atuais e PC

Rayne regressa em busca de sangue novo

A Ziggurat Interactive e a WayForward anunciaram o jogo BloodRayne Betrayal: Fresh Bites para a PlayStation 5, Xbox Series, PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch e PC (Steam, GOG), para já não foram adiantadas datas de lançamento. A Limited Run Games produzirá edições físicas para a PlayStation 5, PlayStation 4 e Nintendo Switch.

Através da página Steam podemos ler:


“A WayForward atualizou o seu hack ‘n slash 2D de 2011 com novos grafismos em alta resolução, novos elementos modernos e uma nova dobragem realizada pelo elenco original de BloodRayne, Laura Bailey (Rayne) e Troy Baker (Kagan). Bloodrayne Betrayal: Fresh Bites celebra os melhores momentos da série numa aventura 2D hack ‘n slash sangrenta, frenética e cheia de ação ao longo de quinze níveis infernais.


A Brimstone Society convocou Rayne para uma nova missão que consiste liderar um grupo de soldados num castelo subterrâneo para lutar contra Kagan, o seu próprio pai. Quando os soldados se mostram ineficazes contra as ameaças sobrenaturais de Kagan, cabe a Rayne correr, pular, cortar e alimentar o seu caminho através de inimigos horríveis, armadilhas mortais, seções de plataformas complicadas e chefes horripilantes.



  • Novíssima dobragem: os membros do elenco original de BloodRayne, Laura Bailey e Troy Baker, regressam para representar os seus papéis como Rayne e Kagan, ao lado de outros atores talentosos que injetam novo sangue nos diálogos escritos originais.


  • Visuais nítidos, bugs eliminados e suporte para resoluções modernas atuais (até 4K) se reúnem a fazer de Fresh Bites a experiência definitiva de Bloodrayne Betrayal.
  • Novas opções de dificuldade: Joga com uma dificuldade reequilibrada recentemente ajustada para uma experiência divertida e envolvente, ou crava os teus dentes no modo de dificuldade original se estiveres em busca por um desafio digno dos maiores vampiros.”

 

Vindo de vários mundos e projetos, juntou-se à redação do Otakupt em 2020, pronto para informar todos os leitores com a sua experiência nas várias áreas da cultura alternativa. Assistiu de perto ao nascimento dos videojogos em Portugal até à sua atualidade, devora tudo o que seja japonês (menos a gastronomia), mas é também adepto de grandes histórias e personagens sejam essas produzidas em qualquer parte do globo terrestre.