Circulação da Weekly Shonen Jump cai para menos de 1,4 milhões no final de 2021

A Japan Magazine Publishers Association (JMPA) revelou os números de circulação de cópias físicas das revistas japonesas mostrando que a tendência de queda no número de leitores de alguns dos maiores nomes do mangá continua em 2021, com a Weekly Shonen Jump a cair para menos de 1,4 milhões de cópias semanais pela primeira vez desde o início dos anos 70.

 

A Weekly Shonen Jump teve uma circulação média de 1.422.766 cópias por semana em 2021 como um todo, com o período de julho a setembro a cair para uma média de 1.371.818 cópias por semana em circulação. Isso está bem abaixo da média de 1.559.000 cópias por semana em circulação em 2020. No entanto, isso não significa desgraça e tristeza para a editora, já que a revista também é lançada digitalmente semanalmente através da plataforma Shonen Jump+ da Shueisha, bem como vendida através de varejistas digitais como a Amazon, que se está a tornar uma opção mais popular para leitores no Japão – embora esses números não sejam tão públicos quanto os números de publicações físicas.

Embora a queda no número de leitores não seja tão pronunciada como na Weekly Shonen Jump, tanto a Weekly Shonen Magazine quanto a Weekly Shonen Sunday também viram quedas físicas em 2021, com a Weekly Shonen Magazine a cair para uma média de 530.326 exemplares por semana em circulação, contra 610.661 exemplares por semana em circulação em 2020, e a Weekly Shonen Sunday caiu para uma média de 198.542 cópias por semana em circulação contra as 227.979 cópias por semana em circulação em 2020, caindo para menos de 200.000 pela primeira vez na história.

A indústria mangá como um todo estava em alta no ano passado, embora uma grande parte dessas vendas tenha sido de Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba com a maior parte dos lucros arrecadados indo para a Shueisha. 2021 deve ter um pool de vendas mais diversificado com Attack on Titan, Tokyo Revengers e outras obras a ganharem mais popularidade.

FONTEJMPA
Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.