O que achei da demo do remake de Final Fantasy VII na BGS

A Brasil Game Show (BGS) está sendo realizada neste final de semana na cidade de São Paulo e tivemos a oportunidade de jogar uma demo de Final Fantasy VII Remake no estande da PlayStation.

Está nova versão do jogo da Square Enix me faz lembrar muito de Crisis Core: Final Fantasy VII em questão de jogabilidade. A principal diferença em comparação com o jogo do PSP é que o remake possibilita que o jogador utilize a dinâmica de mudar de personagens durante os combates, ataques especiais, cura e outros artifícios de jogabilidade são apenas utilizados através de um menu acionado pelos gatilhos R e L.

A demo disponível na BGS é a mesma divulgada anteriormente na E3 deste ano, mas creio que o trabalho no desenvolvimento gráfico ainda está em andamento. Mesmo o jogo possuindo gráficos muito bonitos, senti um pouco de granulado no boneco dos personagens (principalmente na cabeça).

Com lançamento agendado para o dia de março de 2020 para Playstation 4, ao que tudo indica Final Fantasy VII Remake será um jogo episódico.

Vão existir 3 versões de Final Fantasy VII Remake.

Teremos a versão normal, a versão Deluxe por 80$ que traz um steelbook, livro de arte, mini banda sonora e dois summons extra. E depois temos por 330$ a edição de colecionador (em cima) que se chama 1st Class Edition. Esta edição incluiu a figura de Cloud e Daytona, e o Summon Carbuncle.

Esta é a edição de colecionador de Final Fantasy VII Remake