Homem preso por comprar carta Pokémon com fundos de apoio COVID-19

Homem utiliza ajuda do estado para comprar carta Pokémon de 57 mil dólares

Chegou ao fim o mangá Pokémon Journeys: The Series

O Washington Post noticiou a prisão de Vinath Oudomsine nos Estados Unidos, sob a acusação de usar fundos para apoiar pequenas empresas afetadas pela pandemia por COVID-19 na compra de uma carta colecionável Pokémon.

Segundo o jornal o departamento de justiça americano está a investigar abusos cometidos com os fundos de apoio COVID-19 que foram dados a pequenas empresas em dificuldades para estas sobreviverem à pandemia.

Um homem foi acusado de gastar o dinheiro do empréstimo em clubes de strip. Outro confessou-se culpado de usar os seus fundos para comprar um Lamborghini de 318.000 dólares. Mas Vinath Oudomsine optou por usar o dinheiro de ajuda para comprar uma carta Pokémon por 57.789 dólares, mais de dois terços da sua ajuda federal, que as autoridades dizem ter sido baseada em informações falsas.

Os promotores acusaram Oudomsine de abusar dos Empréstimos de Desastre de Lesões Económicas (EIDLs) para pequenas empresas prejudicadas durante a pandemia que afetou a economia.

A 14 de julho de 2020, de acordo com os promotores, Oudomsine solicitou um empréstimo para uma empresa que, segundo ele, tinha dez funcionários e uma renda de 235 mil dólares por ano. No mês seguinte, de acordo com documentos judiciais, a SBA depositou 85 mil dólares numa conta bancária em nome de Oudomsine.

FONTEWashington Post
Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.