Komi Can’t Communicate: Episódio 8 – Celebramos o anime existir

Artigo por Jonh Vini. Podem enviar os vossos artigos aqui.

Primeiramente tenho de parabenizar o pessoal da Netflix, no episódio dos trocadilhos eu esperava que o pessoal da tradução iria apenas passar as piadas direto do japonês, mas eles contextualizaram para a nossa língua, bem no pique de KONOSUBA dublado, é necessário celebrar quando a Netflix acerta, já que é algo raro.

Sempre bom ver Komi-sama sorrindo.
Sempre bom ver Komi-sama sorrindo.

Agora indo para o episódio e ignorando a parte técnica, afinal de contas estamos na metade de uma temporada normal, então não vamos exigir uma animação padrão Kyoto Animation para um estúdio com quatro animes sendo exibidos ao mesmo tempo, sim OLM, Pokemon ta sofrendo com isso, mas enfim depois desse “disclaimer” vamos falar das mini-histórias e sinceramente ao ver essas histórias fez surgir sentimentos conflituosos, pois analisando tecnicamente foi um episódio genérico de memórias de verão de qualquer slice-of-life de temporada, mas são historinhas que eu já tinha lido no manga então gera um conforto no meu coração em ver o que eu tinha lido animado e bem animado, claro como falei é qualidade de episódio de meio de temporada, então é meio óbvio que falarei das historinhas com o ufanismo de fã da obra original.

Bença vó.
Bença vó.

Começando bizarramente com o segmento que esperaria mais tempo de episódio, já que é encontro de família Komi e já falo logo que não há trocadilhos relacionados a eles, mas eu queria que esse segmento tivesse mais tempo de tela, criando algo a mais que existira do mangá e pegando as brechas existentes dos painéis do original para ampliar as piadas existentes ou criar piadas novas pegando as deixas existentes, mas foi bom já demonstrarem a família Komi desde os primeiros minutos do episódio, para mostrar o tão “gostaveis” todos eles são.

Vó: “— e os Namoradinhos?”
Vó: “— e os Namoradinhos?”

Indo logo por momento “trívia”, ou nem tanto já que a Hitomi(只野 瞳/ただの ひとみ) não possui piadas diretas a ela, tirando ser a versão feminina de seu irmão é engraçado é que ela e Shousuke aparecem em todos os episódios juntos onde algum deles aparecem na tela, o outro aparece e falo isso já dando “spoiler” do segundo ano, afinal de contas a Hitomi vai ser a versão feminina de seu irmão; mas uma coisa que me surpreendeu foi saber que Uchida Maaya(Norman de Yakusoku no Neverland, Sanka Rea, Takahashi Rika de Chuunibyou, Iki Hiyori de Noragami, Yoshioka Futaba de Ao Haru Ride, Dora-san de Etotama, Liliruca Arde de Dungeon ni Deai, Yoshino Yuuki de Shokugeki no Souma, Shidou Irina de DXD, Frenda Seivelun de Index, Shiro de Senko-san, Tachibana Rui de Domestic na Kanojo, Atendente(aquela lá) de Goblin Slayer, Melty Melromarc de Tate no Yuusha) ter pegado esse papel, pois quando vi o nome dela no papel da Hitomi automaticamente lembrei de Catarina Claes, afinal estava passando Hamefura quando anunciaram a obra e meio que gabaritou ela no papel como vem se mostrando desde de sua primeira aparição no anime e sabendo do desenvolvimento da personagem mais para frente meio que me deixa confortável a participação dela num possível segunda temporada.

Já preparada para fazer minha review final.
Já preparada para fazer minha review final.

Enfim chegamos ao segmento de passou-me um sentimento de ver algo genérico, apesar de saber o que aconteceria, talvez pela influência de Maid Dragon e seu episódio final, mas é outro segmento que eu queria mais tempo de tela para desenvolver ainda mais a relação de Komi-sama e Tadano-Kun, ou até mesmo aumentar as piadas dos personagens que se apresentaram no segmento, apesar que gostei de transformaram o segmento da idosa em um “This is a Jojo Reference”, mas colocava mais personagens para aumentar o tempo de tela desse segmento com piadas deles em vez de apenas seguir o que o original; enfim pelo menos neste e da visita a casa dos Tadano a staff conseguiu passar o sentimento de felicidade da Komi-san com toda essa aventura que a obra é.

Oh My God, this is Jojo Reference!
Oh My God, this is Jojo Reference!

Basicamente era isso que eu tinha para falar do episódio do anime da Nossa Imaculada Senhorita/Rapariga, aqui é Jonh Vini e o foi minha review desta série, estou à espera dos vossos Feedbacks do episódio e da review para melhorar minha escrita para vocês, não se afobem pois arrependimento mata, vamos discutir pacificamente, sem puxar palavras de baixo calão já que como podem ver eu não desferir nenhuma contra vocês, fora que é saudável porque enriquece a vida e até mais.

Pathetic.
Pathetic.
Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.