Japão divulga novas medidas Anti-COVID-19 e estende proibição de entrada de estrangeiros

Japão divulga novas medidas Anti-COVID-19

O governo japonês e o primeiro-ministro Kishida Fumio divulgaram novas medidas anti-coronavírus num esforço para conter a propagação da variante Omicron do COVID-19. O governo pretende primeiro dar doses de reforço da vacina a cerca de 31 milhões de pessoas, incluindo médicos, enfermeiros, residentes/trabalhadores em casas de repouso e idosos. Está também planeado disponibilizar vacinas de reforço para outras pessoas em março, o que seria mais cedo do que o planeado originalmente. As autoridades afirmam que as Forças de Autodefesa vão criar locais de grande escala para ajudar os municípios locais.

O governo japonês também estendeu as restrições de fronteira, proibindo a entrada de estrangeiros no Japão. A medida de controle de fronteiras que começou no final de novembro permanecerá em vigor até ao final de fevereiro. Kishida afirmou, no entanto, que questões humanitárias e interesses nacionais podem ser tidos em consideração.

O governo planeia concluir os procedimentos necessários para permitir que crianças menores de 12 anos sejam vacinadas e está a pedir que crianças de 12 anos ou mais sejam vacinadas.

Japão declara quase-estado de emergência em 3 prefeituras devido a COVID-19

O governo japonês declarou um quase-estado de emergência nas prefeituras de Okinawa, Yamaguchi e Hiroshima na sexta-feira passada, devido ao aumento de novos casos de infecção por COVID-19 nessas prefeituras. O quase-estado de emergência vigora de 9 de janeiro a 31 de janeiro.

Subscreve
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments