Investigação revela que pirataria mangá aumenta as vendas de mangás já terminados

Recentemente as editoras mangá têm tido um comportamento muito mais agressivo com os sites que disponibilizam ilegalmente as suas obras, vimos o fim do Mangamura, o maior site pirata mangá do Japão, o Manga Rock cedeu à pressão e anunciou o seu fim e a semana passada vimos quatro das maiores editoras de mangá processarem o site pirata Hoshinoromi num tribunal federal de Nova Iorque.

Surge agora, no entanto, um estudo que revela que a pirataria mangá leva a um aumento das vendas, pelo menos de obras que já terminaram.

Os mais críticos poderão pensar que foi uma investigação amadora ou feita por fãs, mas pelo contrário, esta é uma investigação da autoria do professor Tatsuo Tanaka da Faculdade de Economia da Universidade de Keio, em Minato, Tóquio.

A investigação aponta para duas conclusões, a pirataria faz sim diminuir o número de vendas de obras mangá que estão a ser publicadas, mas faz aumentar a venda de volumes mangá de obras que já terminaram.

As descobertas vêm de uma experiência natural que utiliza uma campanha massiva de remoção de mangá, realizada pelo grupo antipirataria CODA em 2015. Essa campanha reduziu a disponibilidade de mangás piratas em vários sites de download, o que permitiu ao professor Tanaka analisar como isso afetava as vendas de 3.360 volumes mangá.

Os resultados, publicados recentemente num artigo intitulado “Os efeitos da pirataria de livros na Internet: caso dos mangás“, mostram que o efeito da pirataria difere entre as séries em andamento e as concluídas. Em outras palavras, o efeito da pirataria é heterogéneo.

O efeito da pirataria é heterogéneo

No artigo de investigação o professor Tanaka escreve:

A pirataria diminuiu as vendas legítimas de mangás em andamento, mas estimulou as vendas legítimas de mangás completos.

O efeito geral da pirataria não pôde ser medido com esta metodologia, mas os resultados mostram claramente que a pirataria tem alguns efeitos positivos. Neste caso, mostra um aumento do número de vendas de séries completas mangá.

Este efeito heterogéneo da pirataria nas vendas não é único. Anteriormente, pesquisas mostraram que o fim do Megaupload aumentou as receitas de bilheteria de filmes maiores, mas prejudicou lançamentos menores.

O professor também falou sobre o fim de sites pirata mangá:

Se o efeito da pirataria for heterogéneo, não é a melhor solução encerrar os sites de pirataria de maneira uniforme, mas sim excluir ficheiros pirata perigosos seletivamente, se possível. Neste caso, excluir apenas ficheiros pirata de mangás em andamento é a primeira melhor estratégia para as editoras, independentemente do efeito total ser positivo ou negativo, porque a disponibilidade de ficheiros pirata de mangás completos é benéfica para editoras e consumidores.